top of page

Jornada Digital

1. Criação da marca

Introdução:

Temos expertise para atuar em toda a sua Jornada Digital, desde a criação da sua marca que será replicada digitalmente de diversas formas - que serão citadas mais abaixo - até as publicações de blog e mídias sociais.


Podemos realizar uma pesquisa com a sua marca. Ela representa tudo o que o seu negócio faz ou prática e, por isso, precisa ter a atenção de uma boa equipe técnica. É preciso tempo e muita reflexão em cima deste tema para que ele retrate o negócio, o seu propósito e a sua cultura da melhor maneira possível.

O mesmo vale para o logo, já que ele é a representação gráfica da empresa, de seu nome, do que ela faz, do que pratica e de seus produtos ou serviços. Com o tempo e com a empresa se tornando mais e mais conhecida ela pode se tornar "autossuficiente", ou seja, pode bastar por si própria para que as pessoas saibam qual empresa ela representa. Um exemplo disso é a Apple, a maçã mordida basta para sabermos de quem estamos falando. Mas para chegar lá é preciso muito tempo, dinheiro e dedicação.


A Bita olhando gráficos referentes às publicações

1.1 Registro de Marca e registro.br

A EYES Soluções possui clientes micro e pequenos. Isso significa que não é incomum iniciarmos o trabalho com empresas que não possuem sua marca registrada. É comum também que elas estejam usando uma marca que já está registrada por outra empresa ou que já existem outras marcas muito parecidas, o que dificulta bastante na indexação e no seu destaque no âmbito digital, principalmente.

Nosso time de criatividade realiza pesquisas sobre a marca do cliente e, caso a marca existente não esteja adequada, criamos sugestões de uma nova marca levando em consideração o propósito e a cultura do negócio. Após este trabalho orientamos o cliente para que efetue o registro da marca. Possuímos contato com pessoas de confiança que irão auxiliar a empresa a registrar a sua marca.

Com a marca definida e os processos de registro encaminhados, ou durante o processo acima, orientamos que a empresa garanta a posse sobre o registro.br com o nome da marca, ou uma que remeta a ela. É muito comum que pessoas comprem domínios para vendê-los mais caros depois. Por isso, garantir o domínio para si é muito importante, o quanto antes ele for garantido, melhor. Felizmente se trata de um valor bastante acessível.


1.2 A marca

Podemos criar a sua marca do zero, desde o nome, o logo, as cores, a grafia, até o Manual de Identidade Visual (MIV). Um diferencial da nossa criação de marca é que ela se utiliza de alguns conceitos complexos e particulares dos nossos clientes, sendo eles: o propósito e a cultura pessoal dos fundadores.

Obs.: O MIV é outra uma das partes da Jornada Digital e falaremos sobre ele mais adiante.

Esses conceitos são muito pessoais, internos e importantes para aqueles que fazem parte do negócio que está nascendo. Portanto, é fundamental que eles, incluindo os valores e as atitudes importantes para essas pessoas sejam considerados na hora de criar uma marca nova. Acreditamos que fazer isso é começar de forma correta. Ir além de abrir um negócio para ganhar dinheiro, é começar um negócio porque ele quer entregar algo a mais para as pessoas, deixar um legado para a sociedade.

Realizamos, também, uma renovação da marca já existente. Uma vez que é muito comum os fundadores criarem uma marca simples para iniciar o seu trabalho sem contar, nesse início, com uma equipe técnica para a criação da marca. Depois de um tempo veem a necessidade de melhorá-la e deixá-la mais profissional. Nosso time de criatividade possui expertise para renovar a marca.


2. MIV

Introdução:

O Manual possui o objetivo de padronizar a marca para que ela seja utilizada sempre com os mesmos parâmetros independentemente do local onde ela esteja. Essa padronização é muito importante para que a marca seja reconhecida onde quer que ela seja aplicada.

O MIV ajuda a desenvolver uma comunicação consistente em todos os materiais e ações que envolvam a empresa, mantendo a experiência visual e o reconhecimento de marca. O manual criado pela EYES é desenvolvido para ajudar a comunicar, além da marca em si, o propósito, os valores e as atitudes do negócio para as pessoas.

Comunicar esses conceitos, valores e atitudes reforçam, ainda mais o reconhecimento da marca. As pessoas irão se conectar com ela para além do produto ou serviço que ela tem a oferecer. Irão se conectar com o que ela acredita, prega e prática no seu dia a dia, fortalecendo a comunidade em torno da marca e do negócio.

2.1 O MIV criado pela EYES Soluções comunicam os seguintes conceitos da empresa:

  • O propósito da empresa - é o motivo pelo qual ela existe. Deve ir para muito além de gerar lucro. A empresa deve, idealmente, ter um objetivo para o que ela faz, um que gere benefícios para quem está consumindo o produto ou serviço que ela oferece;

  • Assinatura visual - versão com o nome e o logo, versão somente com o logo e sugestão de uma segunda aplicação do logo mais simples;

  • Áreas de não interferência - para que o logo fique claro e visível em qualquer local de aplicação é necessário que sejam respeitadas as áreas de não interferência;

  • Dimensões mínimas - da mesma forma, para que o logo fique reconhecível é necessário que se defina o tamanho mínimo para a sua aplicação;

  • Variações de cor - as cores são parte fundamental da marca. Por isso, elas não podem sofrer alterações. Caso contrário a marca fica descaracterizada e isso gera dúvida nas pessoas;

  • Cores - como dito anteriormente, a cor é parte importante da marca, elas precisam ser respeitadas e não alteradas. Apenas os presentes no manual devem ser utilizados;

  • Usos incorretos - para que a marca não seja descaracterizada ela não pode sofrer distorções, inclinações, alteração de cores, ou troca da tipografia;

  • Tipografia - deve sempre ser a mesma, jamais trocar o tipo de letras;

  • Grafismo de apoio - a marca pode ser sustentada por alguns grafismos que fazem referência à marca para reforçá-la e deixá-la mais marcante;

  • Usos incorretos dos grafismos - os grafismos, assim como em todos os padrões citados até agora devem respeitar alguns padrões para que a marca não se descaracterize e seja reconhecida;

  • Aplicações - são apresentadas algumas propostas de aplicação, sendo elas em papelaria, placas de sinalização, uniformes, etc.


3. Criação do site ou landing page

3.1 Site do zero

A EYES Soluções possui expertise para criar um site com a identidade visual, a história, a cultura, a estratégia de venda e a de marketing digital da empresa. Possuímos pessoas capacitadas para desenvolver um layout bonito, interessante e responsivo, tanto para desktop quanto para mobile.


Utilizamos a plataforma Wix por nos dar total autonomia na edição/gestão sem a necessidade do tempo de um programador. Além disso, o Wix oferece diversas outras ferramentas que auxiliam nas estratégias de marketing e vendas do negócio, como e-mail marketing, CRM (Custom Relationship Manager), loja virtual, etc.

Outra vantagem de usar uma ferramenta para criar o site é que ele fica sob o domínio do proprietário. O site, depois de criado e finalizada a entrega do produto fica sob responsabilidade do cliente final, com total autonomia para edições, modificações, etc. Inclusive contando com tutoriais produzidos por nós e a disponibilidade de alguém da equipe para sanar dúvidas de edição.

A gestão do site do contratante vai desde registrar a URL no registro.br até editar o nome das imagens, carregar keywords, tags e hashtags e edição responsiva para mobile. Todas as edições e atualizações do site ficam sob responsabilidade da EYES. O mesmo acontece em relação às publicações dos blogs e suas edições de indexação.


3.2 Site existente

Caso a empresa já possua um site realizamos um diagnóstico do mesmo para avaliar o quanto ele está adequado às estratégias do negócio. Sugerimos transferência do site para a plataforma Wix pelos motivos citados na introdução deste texto. Lá poderemos incluir a história da empresa, a sua cultura e oferecer total autonomia para futuras edições.

Ações como edição do nome das imagens, preenchimento das keywords, tags e hashtags e edição responsiva para mobile são muito importantes para melhorar o ranqueamento do site no Google. Usamos algumas ferramentas gratuitas para avaliar a qualidade do site e podemos alterar as sugestões que surgem no resultado da pesquisa.

As variáveis analisadas por essas ferramentas incluem tempo de resposta, análise SEO, legibilidade, experiência do usuário (UX) e outros aspectos que melhoram a indexação e a permanência do visitante, bem como o aumento de leads e clientes finais, consequentemente.


3.3 Landing Page

Algumas vezes o contratante não tem a necessidade de construir um site inteiro, com diversas abas e muita informação. Chamamos as páginas únicas com conteúdo objetivo de landing page (página de pouso).

Geralmente uma página de pouso é criada para uma ação, ou um objetivo específico, como captar leads, compartilhar uma promoção, pegar informações mais precisas de seus clientes, etc. Tem sido cada vez mais comum nesses casos o uso de QR Codes. Já tinha pensado nisso?


4. Mídias sociais

Introdução:

Estar nas mídias sociais é fundamental para fortalecer a marca, quer você queira, quer não. O poder do conteúdo tem se mostrado cada vez mais indispensável. Estar presente lá conecta a sua marca com muito mais pessoas e, com o tempo, cria uma comunidade forte que se conecta com a sua empresa para além do produto, ou dos serviços que ela tem a oferecer. O seu cliente final se conecta com os valores e o propósito que ela compartilha, se ela compartilha isso, é claro.

Existem várias formas de se tornar relevante na internet e nas redes sociais. Por lá você pode compartilhar qualquer coisa. O que você compartilha precisa estar alinhado com o seu negócio, como ele quer ser reconhecido e, claro, com o seu público-alvo. Falar sobre como a sua empresa pensa, como ela faz as coisas, como funciona o mercado no qual ela está inserida, a sua história, o seu produto, ou serviço, os conhecimentos que adquiriu durante a sua atuação. Enfim, tudo o que fizer sentido para ela e para quem a consome.

Etapa 1: Briefing (resumo)

Nosso planejamento é mensal, o time de criatividade se reúne todo o dia 10 de cada mês para criar o resumo do mês seguinte. Levamos sempre em consideração o segmento de mercado, as pautas mais quentes do segmento, as pautas quentes da internet, as publicações antigas que deram bom resultado, a estratégia alinhada com o cliente, o seu propósito e a sua cultura. As redes sociais mais utilizadas são o Facebook, o Instagram e o LinkedIn, mas podem estar inclusos o Youtube e até o Twitter .


Etapa 2: Criação de conteúdo

Criam-se conteúdos com base nas informações do briefing. Os textos são escritos pelo time de copyrighters de forma conceitual (valores e crenças da empresa) informativos (informações de outras mídias que sejam pertinentes à empresa e seus produtos) ou técnicos (pesquisa e criação de conteúdos referentes à empresa e seus produtos).

Após a criação textual o time de criatividade cria cards que representam o que está sendo dito nos textos. Os cards são criados respeitando-se o Manual de Identidade Visual (MIV) da empresa para que a apresentação das publicações fique alinhada e coerente no feed de notícias da rede social.

Para publicações em vídeo montamos roteiros e boas práticas para cada tipo de vídeo e estratégia que será aplicada em cada situação. A ideia é que as pessoas da própria empresa criem os vídeos. Será com elas que as pessoas que seguirem as suas mídias sociais irão se identificar.

Por fim, são realizadas revisões comerciais e linguísticas e é feita a validação por parte do cliente. São aplicadas todas as sugestões e alterações solicitadas pelo cliente. Caso alguma dessas alterações venha a afetar a estratégia alertamos o cliente, porém a decisão final é sempre dele.


Etapa 3: Agendamentos e Postagens

Validados os conteúdos está na hora de agendar as publicações. Para agendar nas mídias sociais Instagram e Facebook usamos o planejador do Metta Business Suite que possui ainda muitas limitações. Porém, para publicações mais simples com texto e card ele funciona para ambas as mídias sociais.

Devido a essas limitações algumas publicações, como aquelas que possuem vídeo e card no mesmo carrossel, ou publicações em collab precisam ser realizadas manualmente. Para que não haja nenhum erro agendamos no Google Callendar os dias e horários dessas publicações e definimos um responsável por elas que tem como função postar e revisar.

O ideal é que a pessoa responsável pelas publicações revise diariamente todas as publicações, mesmo aquelas agendadas para evitar o máximo possível os erros. Pode acontecer, por exemplo, de uma postagem estar agendada e sofrer uma alteração no meio do caminho. Nesses casos teremos sempre alguém responsável por verificar todas as publicações.


5. Blog

Introdução:

Um dos três pilares de indexação na internet, sendo os outros dois o site e as mídias sociais. O blog, por mais que algumas pessoas acreditem que ele está ultrapassado, ainda é muito importante para fortalecer a sua marca na internet. É através dele que a empresa demonstra a sua autoridade frente aos conteúdos que ela compartilha.

Mais do que compartilhar conhecimento, algumas vezes, o blog tem como principal objetivo indexar a marca na internet. Ou seja, quanto mais conteúdo a empresa possui e quanto mais eles estiverem seguindo os padrões SEO do Google, maiores serão as chances de ela ser encontrada nas pesquisas dos usuários. Se a empresa se propor a falar de assuntos variados – mas sempre que tenham a ver com ela de alguma forma - a chance de ela ser encontrada aumentam significativamente.

Se eu tenho uma empresa de chocolate, por exemplo, eu não preciso falar somente sobre esse assunto, posso falar de uma infinidade de outras coisas. Posso escrever sobre a localização da loja, a história da cidade, as pessoas que moram nela, o porquê a empresa decidiu fazer chocolate e não qualquer outra coisa, quem são as pessoas que trabalham ali, o que a empresa quer deixar na memória de seus clientes, etc. Talvez, com o passar do tempo, o texto sobre a história da cidade pode indexar muito bem e as pessoas entrarem em contato com a marca através dele.


Etapa 1: Briefing (resumo)

Nosso planejamento é mensal, o time de criatividade se reúne todo o dia 10 de cada mês para criar o resumo do mês seguinte. Levamos sempre em consideração o segmento de mercado, as pautas mais quentes do segmento, as pautas quentes da internet, as publicações antigas que deram bom resultado, a estratégia alinhada com o cliente, o seu propósito e a sua cultura.

No briefing decidimos quais serão os assuntos abordados no blog (que variam entre 1 e 4 por mês). Os blogs que gerenciamos geralmente são criados pela ferramenta Wix, uma vez que incentivamos nossos clientes a migrar o site deles para lá.

O principal motivo da migração são o registro do site no CNPJ do cliente e a liberdade e facilidade para fazer edições. De qualquer forma, temos experiência com outras ferramentas de publicação de blogs, como o Wordpress, por exemplo, e a capacidade de aprender rápido a usar qualquer outra que for necessário.


Etapa 2: Criação de conteúdo

Criam-se conteúdos com base nas informações do briefing. Os textos são escritos pelo time de copyrighters de forma conceitual (valores e crenças da empresa) informativos (informações de outras mídias que sejam pertinentes à empresa e seus produtos) ou técnicos (pesquisa e criação de conteúdos referentes à empresa e seus produtos).

Após a criação textual o time de criatividade inclui imagens com edição dos nomes para indexação, vídeos que tenham a ver com o conteúdo e alterações de SEO e legibilidade para que ele seja bem ranqueado pelo algoritmo do Google.

Por fim, são realizadas revisões comerciais e linguísticas e é feita a validação por parte do cliente. São aplicadas todas as sugestões e alterações solicitadas pelo cliente. Caso alguma dessas alterações venha a afetar a estratégia alertamos o cliente, porém a decisão final é sempre dele.

Etapa 3: Agendamentos e postagens

Validados os conteúdos está na hora de agendar. Agendamos as publicações nas plataformas onde elas serão publicadas, geralmente na própria ferramenta Wix. É importante ter em mente quando o blog será postado, pois após a sua publicação compartilhamos o mesmo nas mídias sociais, sendo as principais o Facebook, o Instagram e o LinkedIn.

Nosso time de criatividade fica responsável pela revisão das publicações e agendamentos para evitar o máximo possível os erros. Pode acontecer, por exemplo, de uma postagem estar agendada e sofrer uma alteração no meio do caminho. Nesses casos teremos sempre alguém responsável por verificar e editar o que for necessário.


6. Flyers, folders, cartões de visita e outros

Introdução:

Criar qualquer um desses materiais pode até parecer algo simples, para a maioria das pessoas, mas não é. Existem milhares de formas de criar este tipo de material, do mais simples ao mais complexo. Ele pode ser algo para apenas comunicar alguma coisa, ou ele pode comunicar muito mais do que o seu objetivo central.

Quanto mais informações o criador do material tiver a respeito da empresa maiores as chances dele estar conectado com informações mais sensíveis e fundamentais do negócio. Por exemplo, o propósito da empresa, a sua cultura, os valores e as atitudes importantes para ela, ou mesmo os padrões do Manual de Identidade Visual da marca, nos raros casos em que ela possui um.

Esses padrões, estudos e atenção do criador podem transformar algo simples em algo incrível, algo que vai conectar, de fato, as pessoas com o que a empresa pretende comunicar com o material. Se você quer impactar e criar uma comunidade, muito além de compartilhar mais uma informação dentre milhares, contrate um profissional para fazer isso.


1. Briefing (resumo)

É criado, junto com o cliente, um resumo do que se pretende comunicar com o novo material. Nesse processo nosso time de criação absorve o máximo de informações possíveis e pertinentes para essa criação. Como dito anteriormente questões como a cultura do negócio, como ela se comunica, o MIV, entre outros, são fatores que podem contribuir significativamente para a criação do material.

2. Criação de conteúdo

Criam-se conteúdos com base nas informações do briefing. Os textos são escritos pelo time de copyrighters com foco no objetivo do material. A etapa acontece em conjunto com a definição do layout do material junto com o time de design. Trata-se de uma cocriação onde imagem e texto se conversam para deixar o material uniforme, interessante e de fácil compreensão.

3. Validação

Após concluídas as etapas anteriores é a hora de validar com o cliente se ele gosta da criação. Todas as sugestões de melhoria e críticas são ouvidas, avaliadas e contrapostas. Vale ressaltar que a última palavra é sempre do cliente, mas acreditamos fazer parte do nosso papel, como técnicos informar quando alguma coisa não está adequada ou defender uma decisão quando vemos que ela poderá fazer grande diferença no produto final.


Obs.: vendemos cada um desses produtos separadamente. Para saber mais acesse o link abaixo e veja como podemos melhor lhe atender.


Quer saber mais sobre os outros produtos de criatividade da EYES Soluções? Clique aqui.

Quer saber mais sobre esse produto? Entra em contato conosco: WhatsApp, Facebook ou Instagram.

15 visualizações0 comentário
bottom of page