top of page
Buscar

Já se perguntou quais são seus erros na área de criatividade?

A criatividade é uma área essencial para qualquer negócio, pois é responsável por atrair, converter e fidelizar clientes. No entanto, muitos profissionais cometem erros que podem comprometer os resultados e a reputação da empresa. Neste post, vamos mostrar quais são os quatro erros mais comuns na área de criatividade e como evitá-los ou corrigi-los. Acompanhe!

Bita criando a marca do Hippocampus

Erros na área de criatividade nº 1: Não definir uma estratégia


O primeiro erro que você deve evitar na área de criatividade é não definir uma estratégia clara e consistente para o seu negócio. Uma estratégia de criatividade é um conjunto de objetivos, metas, ações e indicadores que orientam as decisões e as atividades da área. Sem uma estratégia, você corre o risco de desperdiçar recursos, perder oportunidades e não alcançar os resultados esperados.


Para definir uma estratégia de criatividade, você deve seguir alguns passos básicos:

  • Analisar o mercado, a concorrência, o público-alvo e a persona do seu negócio;

  • Definir a proposta de valor, o posicionamento e o diferencial competitivo do seu produto ou serviço;

  • Estabelecer os objetivos e as metas da área de criatividade, alinhados com os da empresa;

  • Escolher os canais, as ferramentas, as técnicas e os formatos mais adequados para cada etapa do funil de vendas;

  • Definir os indicadores de desempenho (KPIs) que serão usados para medir e avaliar os resultados das ações de criatividade;

  • Criar um cronograma, um orçamento e um plano de ação para executar as atividades planejadas.


Erro 2: Não conhecer o seu público


O segundo erro que você deve evitar na área de criatividade é não conhecer o seu público. O público é o conjunto de pessoas que têm interesse ou potencial para se tornarem clientes do seu negócio. Conhecer o seu público é fundamental para criar campanhas, conteúdos e ofertas que sejam relevantes, atrativas e persuasivas para ele.


Para conhecer o seu público, você deve realizar pesquisas, entrevistas, questionários e outras formas de coleta de dados que permitam identificar as características, as necessidades, as preferências, os comportamentos e as dores do seu público. Além disso, você deve segmentar o seu público em grupos homogêneos, chamados de personas, que representam os perfis ideais de clientes para o seu negócio.


As personas são personagens fictícios que sintetizam as informações mais importantes sobre o seu público. Elas devem ter nome, idade, gênero, profissão, renda, hobbies, objetivos, desafios e outros aspectos relevantes. As personas ajudam a criar uma comunicação mais personalizada e humanizada com o seu público.


Erro 3: Não produzir conteúdo de qualidade


O terceiro erro que você deve evitar na área de criatividade é não produzir conteúdo de qualidade para o seu público. O conteúdo é uma das principais formas de atrair, educar e engajar o seu público ao longo da jornada de compra. O conteúdo também ajuda a gerar autoridade, credibilidade e confiança para o seu negócio.


Para produzir conteúdo de qualidade, você deve seguir algumas boas práticas:

  • Definir uma palavra-chave principal e palavras-chave secundárias para cada conteúdo;

  • Usar um título otimizado, chamativo e informativo para cada conteúdo;

  • Escrever uma introdução que desperte o interesse do leitor pelo tema;

  • Desenvolver os tópicos principais do conteúdo com clareza, objetividade e profundidade;

  • Usar subtítulos, listas, negritos e itálicos para facilitar a leitura e a escaneabilidade do texto;

  • Incluir imagens, vídeos, gráficos ou outros elementos visuais que ilustrem ou complementem o conteúdo;

  • Usar citações, dados estatísticos ou referências externas para embasar seus argumentos;

  • Escrever uma conclusão que faça um resumo dos pontos principais do conteúdo e incentive o leitor a tomar uma ação;

  • Incluir um CTA (call to action) que direcione o leitor para a próxima etapa do funil de vendas;

  • Revisar o conteúdo para corrigir erros de ortografia, gramática, coerência e coesão.


Erro 4: Não investir em marketing digital


O quarto erro que você deve evitar na área de criatividade é não investir em marketing digital. O marketing digital é o conjunto de estratégias e ações que usam a internet e as mídias sociais para promover e divulgar um negócio, um produto ou um serviço. Quando falamos em investir em marketing digital não estamos falando necessariamente em investir em publicidade paga, mas sim investir uma parte do seu lucro na área. Seja contratando pessoas, uma assessoria, investindo em material físico, etc. O marketing digital oferece diversas vantagens, como:

  • Aumentar o alcance e a visibilidade da sua marca;

  • Atrair e fidelizar clientes de forma mais efetiva e econômica;

  • Segmentar e personalizar as suas campanhas de acordo com o perfil e o comportamento do seu público;

  • Mensurar e analisar os resultados das suas ações com mais precisão e agilidade;

  • Acompanhar as tendências e as novidades do mercado e da concorrência.

Para investir em marketing digital, você deve seguir alguns passos básicos:

  • Definir os seus objetivos e as suas metas de marketing digital, alinhados com os da sua estratégia geral de marketing;

  • Escolher as plataformas, os canais e os formatos mais adequados para o seu negócio, como site, blog, redes sociais, e-mail marketing, vídeo marketing, entre outros;

  • Criar um plano de conteúdo que seja relevante, original e otimizado para o seu público e para os mecanismos de busca;

  • Usar ferramentas de automação, de gestão e de monitoramento para facilitar a execução, a integração e a avaliação das suas ações de marketing digital;

  • Testar, medir e otimizar constantemente as suas campanhas de marketing digital, buscando sempre melhorar os seus resultados.


Erro 5: Não mensurar e analisar os resultados

O quinto erro que você deve evitar na área de criatividade é não mensurar e analisar os resultados das suas ações. A mensuração e a análise dos resultados são essenciais para verificar se os objetivos e as metas da área de criatividade foram alcançados, quais foram os pontos fortes e fracos das ações, quais foram as oportunidades e as ameaças do mercado e quais são as melhorias e os ajustes necessários para otimizar o desempenho da área.


Para mensurar e analisar os resultados, você deve seguir alguns passos básicos:

  • Definir os indicadores de desempenho (KPIs) que serão usados para avaliar cada ação de criatividade;

  • Coletar os dados dos KPIs por meio de ferramentas de monitoramento, como o Google Analytics, o Facebook Insights, o Mailchimp, entre outras;

  • Organizar os dados em planilhas, gráficos, dashboards ou relatórios que facilitem a visualização e a interpretação dos dados;

  • Comparar os dados com os objetivos e as metas estabelecidos, calculando o ROI (retorno sobre o investimento) de cada ação;

  • Identificar as causas e as consequências dos resultados obtidos, usando técnicas como a análise SWOT ou a matriz BCG;

  • Elaborar um plano de ação com as recomendações, as sugestões e as soluções para melhorar os resultados da área de criatividade.


Conclusão


Neste post, você aprendeu quais são os quatro erros mais comuns na área de criatividade e como evitá-los ou corrigi-los. Agora, você está mais preparado para planejar, executar, monitorar e otimizar as suas ações de criatividade com mais eficiência e eficácia.

No entanto, sabemos que nem sempre é fácil evitar ou corrigir esses erros sozinho.


Por isso, nós temos uma oferta especial para você: um diagnóstico gratuito da sua área de criatividade, realizado por uma equipe de especialistas que vai avaliar o seu cenário atual, identificar os seus pontos de melhoria e sugerir as melhores práticas para o seu negócio.


Referências


bottom of page